Lorena Dayse

Minha foto
Enfermeira intensivista , professora de enfermagem, trabalho ha alguns anos como professora, ministrante de cursos de extensão e como professora de preparatorios para concursos publicos.
Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

aula de geriatria

aula de geriatria com questões de concurso e enfase no estatuto do idoso bons estudos baixar aqui

aula de fundamentos

olá essa aula de fundamentos exemplifica bem calor e frio, ataduras e feridas bons estudos baixar aqui

Dicas para concurso

Para quem quer valiosas dicas para concursos esse PPT que uso em minhas aulas pode ajudar muito para baixar clicar aqui

terça-feira, 4 de outubro de 2011

comentário da prova do concurso para a FMS de 2011 para técnicos em enfermagem

21. O paciente com “Bradisfigmia” apresenta:
a) Frequência de pulso abaixo de 60 bpm.
b) Frequência respiratória de 10 a 16 ipm.
c) Temperatura corporal abaixo de 36°C.
d) Frequência de pulso de 60 a 80 bpm.
e) Frequência respiratória de 16 a 29 ipm.

Resposta da questão presente no conteúdo de SSVV na postagem do blog http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/teorias%20de%20enfermagem

Bradisfigmia é a diminuição dos batimentos cardíacos, verificados em uma artéria do corpo; a pulsação normal é de 60 a 100 bpm , então bradisfigmo seria um paciente com menos de 60 bpm. Alternativa A



22. Entre os fatores associados ao paciente, capazes de interferir no valor da Pressão Arterial,
EXCLUI-SE:
a) Bexiga cheia durante o procedimento.
b) Ingestão de café antes do procedimento.
c) Braço na altura do coração durante o procedimento.
d) Atividade física antes do procedimento.
e) Falar durante o procedimento.

Todos os itens acima interferem na PA exceto o braço na altura do coração que é o procedimento correto a ser realizado como ele pede o exclui-se ou seja o exceto. Alternativa C
http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/teorias%20de%20enfermagem
também em : http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/04/pressao-arterial.html




23. A máscara de nebulização, para ser usada em um novo paciente, necessita ser submetida ao processo mínimo de:
a) Lavagem
b) Limpeza
c) Descontaminação
d) Desinfecção
e) Esterilização

A mascara de nebulização é utilizada em contato com a boca e o nariz que são mucosas, então trata-se de um artigo semi-critico, portanto deve sofre o processo de desinfecção sendo mais completo desinfecção de médio nível... . Alternativa D.

Não esquecer que também deve ser lavadas e limpas, porem a questão disse no MÍNIMO.... ISSO FOI A PEGADINHA....


24. O método de colocar medicação na forma líquida na cavidade nasal chama-se:
a) Inalação.
b) Aplicação tópica.
c) Aplicação parenteral.
d) Irrigação.
e) Instilação.


a) Inalação. Inalação (também conhecida como inspiração) é o movimento do ar do ambiente externo, através da vias respiratórias para dentro dos alvéolos pulmonares
b) Aplicação tópica. é o mesmo que curativo
c) Aplicação parenteral. é a aplicação feita por meio de injeções
d) Irrigação. só se for da lavoura rsrsrsrsrsr brincadeirinha há a irrigação da sonda veiscal
e) Instilação Administração de líquido gota a gota sendo a resposta correta.



25. Em relação à técnica de coleta e armazenamento de amostras para o exame de escarro, o técnico de enfermagem pode:
a) Orientar o paciente a escovar os dentes antes da coleta domiciliar.
b) Orientar o paciente a coletar o material, preferencialmente, no período noturno, antes de dormir.
c) Guardar a amostra no freezer da unidade de saúde até o envio ao laboratório.
d) Deixar a amostra em temperatura ambiente caso o envio ao laboratório seja em até 24 horas.
e) Encaminhar o paciente ao banheiro do serviço de saúde para a coleta da primeira amostra.

O paciente deve sim lavar a boca, porem não escovar os dentes pois o creme dental pode interferir no resultado pois contem flúor, o paciente deve colher pela manhã e não pela noite. A amostra não deve ser resfriada, pois o frio principalmente de um freezer elimina os bacilos. A Alternativa D está correta e o paciente não deve ser simplesmente encaminhado e sim orientado e acompanhado.


http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/09/aula-de-conhecimentos-especificos-02.html



26. A colostomia é um procedimento realizado, entre outras indicações, nos casos de obstrução e neoplasia do intestino grosso. Em relação aos cuidados com a colostomia, é INCORRETO afirmar:
a) A retração do estoma é uma das complicações do pós-operatório imediato.
b) A ausência de fezes até 24 horas após a realização da colostomia é um sinal de complicação.
c) Uma das metas da assistência de enfermagem é manter a integridade cutaneomucosa da área periestomal.
d) A deambulação do paciente submetido à colostomia deve ser precoce.
e) A irrigação da colostomia apresenta como objetivos o esvaziamento do cólon de gases, muco e fezes.


A ALTERNATIVA B está incorreta se não houver fezes após 24 horas é um indicativo de infecção ou de obstrução intestinal.
http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/04/drenagem-toracia-ostomias-e.html

27. Para administrar 1000 ml de soro glicosado a 5% e 1500 ml de soro fisiológico a 0,9% em um período de 24 horas, deve-se manter o gotejamento de:
a) 35 gotas/min.
b) 37 gotas/min.
c) 83 gotas/min.
d) 104 gotas/min.
e) 125 gotas/min.

http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/c%C3%A1lculo%20de%20medicamentos
Essa é batida né? calcule número de gotas dividindo o volume total dividido pelo tempo vezes 3.... sendo a resposta a ALTERNATIVA A, 34,72222222 aproximadamente 35

28. A administração de sangue e hemoderivados é um procedimento realizado pela equipe de enfermagem. O técnico de enfermagem, durante a hemoterapia, deve:

a) Infundir o hemocomponente independente do valor dos sinais vitais do paciente.
b) Controlar o tempo da hemotransfusão de forma que não ultrapasse a duração de 4 horas.
c) Após o término da hemotransfusão, descartar a bolsa no recipiente de lixo comum do posto de enfermagem.
d) Em caso de reação transfusional, manter a transfusão até a chegada do profissional médico.
e) Infundir, concomitantemente à hemotransfusão, outros medicamentos.
Os sinais vitais devem ser verificados e qualquer anormalidade deve ser comunicada previamente ao medico assistente antes da hemotransfusão . A ALTERNATIVA B está correta. Nunca descartar a bolsa em lixo comum e sim em lixo infectante. Em caso de reação a transfusão deve ser interrompida e o acesso venoso mantido com solução fisiológica, nunca infundir nada concomitante a transfusão.
http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/aulas

http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/08/aula-de-conhecimentos-especificos.html



29. A penalidade que consiste em repreensão, divulgada nas publicações oficiais dos Conselhos Federal e Regionais de Enfermagem, é chamada de:
a) Advertência verbal.
b) Multa.
c) Censura.
d) Suspensão do exercício profissional.
e) Cassação do direito ao exercício profissional.
ALTERNATIVA C, censura, essa também foi muito batida em nossas aulas.

http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/ética%20e%20legislação


30. Marque a alternativa que contenha apenas artigos semicríticos.
a) Agulhas e fios cirúrgicos.
b) Bicos de mamadeiras e sonda vesical de demora.
c) Instrumentais cirúrgicos e sonda vesical de demora.
d) Lâmina de bisturi e papagaio.
e) Cânula de guedel e sonda nasogástrica.

os artigos semicriticos são os que entram em contato com mucosa e pele intergra sendo a ALTERNATIVA E a correta, pois agulha, fios, sonda bisturi são críticos.
http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/CC%20e%20CME


31. O técnico de enfermagem, ao atender o paciente com edema agudo de pulmão, deve:
a) Colocá-lo na posição sentada, com as pernas para baixo.
b) Infundir uma grande quantidade de soro fisiológico a 0,9%.
c) Colocá-lo na posição de Trendelemburg.
d) Realizar torniquetes rotatórios.
e) Mantê-lo em decúbito ventral.

ALTERNATIVA A isso diminuirá a quantidade de liquidos nos pulmões diminuindo a insuficiência respiratório provocada pelo edema de pulmão.


32. A criança portadora de asma brônquica NÃO deve:
a) Praticar atividades físicas.
b) Ingerir alimentos gelados.
c) Expor-se ao sol.
d) Ingerir carne vermelha.
e) Conviver com animais de pelos.
as alternativas de A a D são mitos difundidos sobre o paciente asmático a única que realmente desencadeia as crises asmáticas são os pelos de animais ALTERNATIVA E



33. Segundo a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providências, cabe ao técnico de enfermagem:
a) O Planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços de assistência de Enfermagem.
b) Participar da programação da assistência de Enfermagem.
c) Prescrever a assistência de enfermagem.
d) Realizar consulta de enfermagem.
e) Emitir parecer sobre matéria de Enfermagem.

A ALTERNATIVA B está correta para quem assistiu minhas aulas lembrem que o técnico participa essa é uma “palavra chave”.


34. Na avaliação do pulso do paciente, quais artérias podem ser utilizadas?
a) Cervical, abdominal e basílica.
b) Jugular, radial, facial.
c) Abdominal, temporal e cefálica.
d) Radial, carótida e temporal.
e) Temporal, cefálica e jugular.

ALTERNATIVA D


35. Diante de uma criança com quadro de desidratação, a conduta CORRETA a ser adotada é:
a) Realizar reidratação, no serviço de saúde, com sais de reidratação oral.
b) Iniciar, imediatamente, infusão de soro endovenoso.
c) Liberá-la para casa para uso de soro caseiro.
d) Administrar medicação antiemética e constipante.
e) Iniciar o uso de antimicrobiano.

Apesar de ser uma questões que gerou muita discussão a ALTERNATIVA A está correta veja que você é um técnico em enfermagem e a única coisa que tem autonomia para fazer é dar o SRO.


36. O acompanhamento do calendário vacinal é uma das ações primordiais da assistência à saúde infantil. Em relação a esse tema marque a alternativa CORRETA:
a) Aos dois meses de idade a criança deve tomar a vacina antimeningocócica, recém inserida no calendário básico.
b) A terceira dose da vacina contra a hepatite B pode ser administrada antes dos 6 meses de idade.
c) A vacina Sabin não pode ser administrada, durante as campanhas, em crianças com diarréia e /ou vômito.
d) A vacina BCG deve ser acondicionada na primeira prateleira do refrigerador de vacinas.
e) Puérperas, em aleitamento materno exclusivo, não devem tomar a vacina contra a febre amarela.

A criança toma a antimeningocócica aos 3 meses, a sabim pode ser administrada em diarréias e vômitos se forem leves; a Vacina BCG fica sim na primeira prateleira ALRERNATIVA C correta, puerperas podem tomar qualquer vacina.


37. O termo “colelitíase” significa:
a) Inflamação da vesícula biliar.
b) Presença de cálculos na vesícula biliar.
c) Presença de cálculos do rim.
d) Remoção da vesícula biliar.
e) Desintegração dos cálculos renais por laser.
Essa é super batida em minhas aulas, tem na aula de clinica médica no blog coleslitíase é são os cálculos que se formam na vesícula ALRERNATIVA B


38. As cirurgias são classificadas de acordo com o potencial de contaminação da ferida cirúrgica. Em relação a esta classificação são consideradas “cirurgias contaminadas“:
a) Esplenectomia.
b) Histerectomia abdominal.
c) Cirurgia intranasal.
d) Nefrectomia.
e) Cirurgia de ovário.
todas são limpas exceto ALRERNATIVA C


39. São considerados riscos físicos:
a) Esforço físico e ritmos excessivos.
b) Exposição a vírus e bactérias.
c) Poeira e névoas.
d) Frio e umidade.
e) Arranjo físico inadequado e jornada dupla .
Essa tem em todo livro de bizu ALRERNATIVA D


40. Consideram-se áreas de escolha para aplicação da insulina:
a) Linha média do abdômen e região glútea.
b) Umbigo e área da virilha.
c) Face externa, anterior e posterior do braço.
d) Parte interna das coxas e linha média do tórax.
e) Parte anterior e lateral das pernas e região glútea.
ALRERNATIVA C


41. Em relação à aplicação da compressa quente ao corpo do cliente, é CORRETO afirmar que:
a) Facilita o processo inflamatório, produzindo vasoconstrição.
b) Produz supuração, secreção e cicatrização.
c) Diminui o metabolismo tecidual e aumenta a dor.
d) O calor seco amolece crostas e exsudatos, penetra mais fundo que o calor úmido.
e) O tratamento por calor direto pode ser utilizado em clientes sob risco de hemorragia.

ALRERNATIVA B


42. Os medicamentos utilizados em situações de emergência são:
a) Penicilina e lidocaína gel.
b) Amicacina e salbutamol para nebulização.
c) Furosemida e propanolol.
d) Diazepan e amoxicilina.
e) Vancomicina e dipirona.
ALRERNATIVA C




43. A administração de medicamentos por via intramuscular (IM) em pediatria requer preparo e conhecimento, demandando cuidados específicos para cada estágio de desenvolvimento da criança. Na aplicação de um medicamento por via IM em uma criança de 16 meses, a associação CORRETA do local e volume da medicação é:
a) Ventro-glútea (Hochstetter) e 1 ml.
b) Deltóide e 3 ml.
c) Dorso-glútea e 2,5 ml.
d) Dorso-glútea e 2 ml.
e) Deltóide e 2,5 ml.
ALRERNATIVA A lembrando que a ventro glútea e melhor para crianças e adultos.


44. Na realização de exames vaginais e retais, o paciente deve ser colocado na posição:
a) Ventral.
b) Decúbito lateral direito.
c) Dorsal.
d) Fowler.
e) Trendelemburg.
A melhor posição para exame ginecológico é a posição ginocológica, mas o concurso quis inventar ALRERNATIVA B

45. Para a prevenção de deformidade potencial da articulação do punho de um paciente com queimadura nos membros superiores, deve-se realizar o seguinte posicionamento:
a) Braços afetados em extensão e supinação.
b) Braços afetados abduzidos.
c) Imobilização dos membros em extensão de 15 graus.
d) Dorsoflexão dos membros de 90 graus.
e) Imobilização dos membros em extensão de 30 graus.

ALRERNATIVA C

46. Na troca de bolsa de coleta para colostomia, deve-se registrar no prontuário do paciente:
a) Data e hora da troca.
b) Características do material drenado.
c) Aspecto do estoma e da pele periestomal.
d) Orientações repassadas ao paciente.
e) Todas as alternativas mencionadas.

ALRERNATIVA E quantos mais dados melhor


47. Na coleta de fezes é necessária a passagem de instruções cuidadosas ao cliente, para se certificar de que será obtida uma amostra não contaminada. Em relação a este procedimento o técnico de enfermagem NÃO deve:
a) Solicitar ao paciente que defeque em uma comadre.
b) Instruir o paciente para não contaminar a amostra com urina.
c) Usar abaixador de língua, transferir a amostra fecal mais representativa da comadre para o recipiente.
d) Desprezar muco ou pus com as fezes.
e) Enrolar o abaixador de língua em uma toalha de papel e descartar
.
ALRERNATIVA D, quantos menos contaminada com outras substâncias melhor


48. São cuidados prestados ao paciente com incontinência urinária e fecal, EXCETO:
a) Utilizar fraldas descartáveis.
b) Higienizar a pele a cada evacuação ou micção.
c) Utilizar pomadas com óxido de zinco ou óleos como barreira protetora da pele.
d) Manter a pele da região perineal seca.
e) Higienizar a pele de 6 em 6 horas.

ALRERNATIVA E deve ser higienizada sempre que suja


49. A situação que caracteriza o adiamento da realização de uma vacinação é:
a) Desidratação.
b) Doenças agudas febris.
c) Transplante de medula há mais de 3 anos.
d) Desnutrição.
e) Uso de outras vacinas simultaneamente.

ALRERNATIVA B , lembrando que no manual diz que deve ser doença aguda febril grave



50. A cicatrização de uma ferida é um processo complexo que tem por finalidade a restauração dos tecidos lesados. A fase desse processo que se caracteriza pela “cobertura da ferida pelas células epiteliais”, chama-se:
a) Inflamatória.
b) Exsudativa.
c) Granulação.
d) Reparação.
e) Maturação.

ALRERNATIVA D, mas não concordo com esse, essa questão foi para confundir os candidatos

comentário da prova do concurso para a FMS de 2011 para técnicos em enfermagem

21. O paciente com “Bradisfigmia” apresenta:
a) Frequência de pulso abaixo de 60 bpm.
b) Frequência respiratória de 10 a 16 ipm.
c) Temperatura corporal abaixo de 36°C.
d) Frequência de pulso de 60 a 80 bpm.
e) Frequência respiratória de 16 a 29 ipm.

Resposta da questão presente no conteúdo de SSVV na postagem do blog http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/teorias%20de%20enfermagem

Bradisfigmia é a diminuição dos batimentos cardíacos, verificados em uma artéria do corpo; a pulsação normal é de 60 a 100 bpm , então bradisfigmo seria um paciente com menos de 60 bpm. Alternativa A



22. Entre os fatores associados ao paciente, capazes de interferir no valor da Pressão Arterial,
EXCLUI-SE:
a) Bexiga cheia durante o procedimento.
b) Ingestão de café antes do procedimento.
c) Braço na altura do coração durante o procedimento.
d) Atividade física antes do procedimento.
e) Falar durante o procedimento.

Todos os itens acima interferem na PA exceto o braço na altura do coração que é o procedimento correto a ser realizado como ele pede o exclui-se ou seja o exceto. Alternativa C
http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/teorias%20de%20enfermagem
também em : http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/04/pressao-arterial.html




23. A máscara de nebulização, para ser usada em um novo paciente, necessita ser submetida ao processo mínimo de:
a) Lavagem
b) Limpeza
c) Descontaminação
d) Desinfecção
e) Esterilização

A mascara de nebulização é utilizada em contato com a boca e o nariz que são mucosas, então trata-se de um artigo semi-critico, portanto deve sofre o processo de desinfecção sendo mais completo desinfecção de médio nível... . Alternativa D.

Não esquecer que também deve ser lavadas e limpas, porem a questão disse no MÍNIMO.... ISSO FOI A PEGADINHA....


24. O método de colocar medicação na forma líquida na cavidade nasal chama-se:
a) Inalação.
b) Aplicação tópica.
c) Aplicação parenteral.
d) Irrigação.
e) Instilação.


a) Inalação. Inalação (também conhecida como inspiração) é o movimento do ar do ambiente externo, através da vias respiratórias para dentro dos alvéolos pulmonares
b) Aplicação tópica. é o mesmo que curativo
c) Aplicação parenteral. é a aplicação feita por meio de injeções
d) Irrigação. só se for da lavoura rsrsrsrsrsr brincadeirinha há a irrigação da sonda veiscal
e) Instilação Administração de líquido gota a gota sendo a resposta correta.



25. Em relação à técnica de coleta e armazenamento de amostras para o exame de escarro, o técnico de enfermagem pode:
a) Orientar o paciente a escovar os dentes antes da coleta domiciliar.
b) Orientar o paciente a coletar o material, preferencialmente, no período noturno, antes de dormir.
c) Guardar a amostra no freezer da unidade de saúde até o envio ao laboratório.
d) Deixar a amostra em temperatura ambiente caso o envio ao laboratório seja em até 24 horas.
e) Encaminhar o paciente ao banheiro do serviço de saúde para a coleta da primeira amostra.

O paciente deve sim lavar a boca, porem não escovar os dentes pois o creme dental pode interferir no resultado pois contem flúor, o paciente deve colher pela manhã e não pela noite. A amostra não deve ser resfriada, pois o frio principalmente de um freezer elimina os bacilos. A Alternativa D está correta e o paciente não deve ser simplesmente encaminhado e sim orientado e acompanhado.


http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/09/aula-de-conhecimentos-especificos-02.html



26. A colostomia é um procedimento realizado, entre outras indicações, nos casos de obstrução e neoplasia do intestino grosso. Em relação aos cuidados com a colostomia, é INCORRETO afirmar:
a) A retração do estoma é uma das complicações do pós-operatório imediato.
b) A ausência de fezes até 24 horas após a realização da colostomia é um sinal de complicação.
c) Uma das metas da assistência de enfermagem é manter a integridade cutaneomucosa da área periestomal.
d) A deambulação do paciente submetido à colostomia deve ser precoce.
e) A irrigação da colostomia apresenta como objetivos o esvaziamento do cólon de gases, muco e fezes.


A ALTERNATIVA B está incorreta se não houver fezes após 24 horas é um indicativo de infecção ou de obstrução intestinal.
http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/04/drenagem-toracia-ostomias-e.html

27. Para administrar 1000 ml de soro glicosado a 5% e 1500 ml de soro fisiológico a 0,9% em um período de 24 horas, deve-se manter o gotejamento de:
a) 35 gotas/min.
b) 37 gotas/min.
c) 83 gotas/min.
d) 104 gotas/min.
e) 125 gotas/min.

http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/c%C3%A1lculo%20de%20medicamentos
Essa é batida né? calcule número de gotas dividindo o volume total dividido pelo tempo vezes 3.... sendo a resposta a ALTERNATIVA A, 34,72222222 aproximadamente 35

28. A administração de sangue e hemoderivados é um procedimento realizado pela equipe de enfermagem. O técnico de enfermagem, durante a hemoterapia, deve:

a) Infundir o hemocomponente independente do valor dos sinais vitais do paciente.
b) Controlar o tempo da hemotransfusão de forma que não ultrapasse a duração de 4 horas.
c) Após o término da hemotransfusão, descartar a bolsa no recipiente de lixo comum do posto de enfermagem.
d) Em caso de reação transfusional, manter a transfusão até a chegada do profissional médico.
e) Infundir, concomitantemente à hemotransfusão, outros medicamentos.
Os sinais vitais devem ser verificados e qualquer anormalidade deve ser comunicada previamente ao medico assistente antes da hemotransfusão . A ALTERNATIVA B está correta. Nunca descartar a bolsa em lixo comum e sim em lixo infectante. Em caso de reação a transfusão deve ser interrompida e o acesso venoso mantido com solução fisiológica, nunca infundir nada concomitante a transfusão.
http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/aulas

http://professoralorenadayse.blogspot.com/2010/08/aula-de-conhecimentos-especificos.html



29. A penalidade que consiste em repreensão, divulgada nas publicações oficiais dos Conselhos Federal e Regionais de Enfermagem, é chamada de:
a) Advertência verbal.
b) Multa.
c) Censura.
d) Suspensão do exercício profissional.
e) Cassação do direito ao exercício profissional.
ALTERNATIVA C, censura, essa também foi muito batida em nossas aulas.

http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/ética%20e%20legislação


30. Marque a alternativa que contenha apenas artigos semicríticos.
a) Agulhas e fios cirúrgicos.
b) Bicos de mamadeiras e sonda vesical de demora.
c) Instrumentais cirúrgicos e sonda vesical de demora.
d) Lâmina de bisturi e papagaio.
e) Cânula de guedel e sonda nasogástrica.

os artigos semicriticos são os que entram em contato com mucosa e pele intergra sendo a ALTERNATIVA E a correta, pois agulha, fios, sonda bisturi são críticos.
http://professoralorenadayse.blogspot.com/search/label/CC%20e%20CME


31. O técnico de enfermagem, ao atender o paciente com edema agudo de pulmão, deve:
a) Colocá-lo na posição sentada, com as pernas para baixo.
b) Infundir uma grande quantidade de soro fisiológico a 0,9%.
c) Colocá-lo na posição de Trendelemburg.
d) Realizar torniquetes rotatórios.
e) Mantê-lo em decúbito ventral.

ALTERNATIVA A isso diminuirá a quantidade de liquidos nos pulmões diminuindo a insuficiência respiratório provocada pelo edema de pulmão.


32. A criança portadora de asma brônquica NÃO deve:
a) Praticar atividades físicas.
b) Ingerir alimentos gelados.
c) Expor-se ao sol.
d) Ingerir carne vermelha.
e) Conviver com animais de pelos.
as alternativas de A a D são mitos difundidos sobre o paciente asmático a única que realmente desencadeia as crises asmáticas são os pelos de animais ALTERNATIVA E



33. Segundo a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providências, cabe ao técnico de enfermagem:
a) O Planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços de assistência de Enfermagem.
b) Participar da programação da assistência de Enfermagem.
c) Prescrever a assistência de enfermagem.
d) Realizar consulta de enfermagem.
e) Emitir parecer sobre matéria de Enfermagem.

A ALTERNATIVA B está correta para quem assistiu minhas aulas lembrem que o técnico participa essa é uma “palavra chave”.


34. Na avaliação do pulso do paciente, quais artérias podem ser utilizadas?
a) Cervical, abdominal e basílica.
b) Jugular, radial, facial.
c) Abdominal, temporal e cefálica.
d) Radial, carótida e temporal.
e) Temporal, cefálica e jugular.

ALTERNATIVA D


35. Diante de uma criança com quadro de desidratação, a conduta CORRETA a ser adotada é:
a) Realizar reidratação, no serviço de saúde, com sais de reidratação oral.
b) Iniciar, imediatamente, infusão de soro endovenoso.
c) Liberá-la para casa para uso de soro caseiro.
d) Administrar medicação antiemética e constipante.
e) Iniciar o uso de antimicrobiano.

Apesar de ser uma questões que gerou muita discussão a ALTERNATIVA A está correta veja que você é um técnico em enfermagem e a única coisa que tem autonomia para fazer é dar o SRO.


36. O acompanhamento do calendário vacinal é uma das ações primordiais da assistência à saúde infantil. Em relação a esse tema marque a alternativa CORRETA:
a) Aos dois meses de idade a criança deve tomar a vacina antimeningocócica, recém inserida no calendário básico.
b) A terceira dose da vacina contra a hepatite B pode ser administrada antes dos 6 meses de idade.
c) A vacina Sabin não pode ser administrada, durante as campanhas, em crianças com diarréia e /ou vômito.
d) A vacina BCG deve ser acondicionada na primeira prateleira do refrigerador de vacinas.
e) Puérperas, em aleitamento materno exclusivo, não devem tomar a vacina contra a febre amarela.

A criança toma a antimeningocócica aos 3 meses, a sabim pode ser administrada em diarréias e vômitos se forem leves; a Vacina BCG fica sim na primeira prateleira ALRERNATIVA C correta, puerperas podem tomar qualquer vacina.


37. O termo “colelitíase” significa:
a) Inflamação da vesícula biliar.
b) Presença de cálculos na vesícula biliar.
c) Presença de cálculos do rim.
d) Remoção da vesícula biliar.
e) Desintegração dos cálculos renais por laser.
Essa é super batida em minhas aulas, tem na aula de clinica médica no blog coleslitíase é são os cálculos que se formam na vesícula ALRERNATIVA B


38. As cirurgias são classificadas de acordo com o potencial de contaminação da ferida cirúrgica. Em relação a esta classificação são consideradas “cirurgias contaminadas“:
a) Esplenectomia.
b) Histerectomia abdominal.
c) Cirurgia intranasal.
d) Nefrectomia.
e) Cirurgia de ovário.
todas são limpas exceto ALRERNATIVA C


39. São considerados riscos físicos:
a) Esforço físico e ritmos excessivos.
b) Exposição a vírus e bactérias.
c) Poeira e névoas.
d) Frio e umidade.
e) Arranjo físico inadequado e jornada dupla .
Essa tem em todo livro de bizu ALRERNATIVA D


40. Consideram-se áreas de escolha para aplicação da insulina:
a) Linha média do abdômen e região glútea.
b) Umbigo e área da virilha.
c) Face externa, anterior e posterior do braço.
d) Parte interna das coxas e linha média do tórax.
e) Parte anterior e lateral das pernas e região glútea.
ALRERNATIVA C


41. Em relação à aplicação da compressa quente ao corpo do cliente, é CORRETO afirmar que:
a) Facilita o processo inflamatório, produzindo vasoconstrição.
b) Produz supuração, secreção e cicatrização.
c) Diminui o metabolismo tecidual e aumenta a dor.
d) O calor seco amolece crostas e exsudatos, penetra mais fundo que o calor úmido.
e) O tratamento por calor direto pode ser utilizado em clientes sob risco de hemorragia.

ALRERNATIVA B


42. Os medicamentos utilizados em situações de emergência são:
a) Penicilina e lidocaína gel.
b) Amicacina e salbutamol para nebulização.
c) Furosemida e propanolol.
d) Diazepan e amoxicilina.
e) Vancomicina e dipirona.
ALRERNATIVA C




43. A administração de medicamentos por via intramuscular (IM) em pediatria requer preparo e conhecimento, demandando cuidados específicos para cada estágio de desenvolvimento da criança. Na aplicação de um medicamento por via IM em uma criança de 16 meses, a associação CORRETA do local e volume da medicação é:
a) Ventro-glútea (Hochstetter) e 1 ml.
b) Deltóide e 3 ml.
c) Dorso-glútea e 2,5 ml.
d) Dorso-glútea e 2 ml.
e) Deltóide e 2,5 ml.
ALRERNATIVA A lembrando que a ventro glútea e melhor para crianças e adultos.


44. Na realização de exames vaginais e retais, o paciente deve ser colocado na posição:
a) Ventral.
b) Decúbito lateral direito.
c) Dorsal.
d) Fowler.
e) Trendelemburg.
A melhor posição para exame ginecológico é a posição ginocológica, mas o concurso quis inventar ALRERNATIVA B

45. Para a prevenção de deformidade potencial da articulação do punho de um paciente com queimadura nos membros superiores, deve-se realizar o seguinte posicionamento:
a) Braços afetados em extensão e supinação.
b) Braços afetados abduzidos.
c) Imobilização dos membros em extensão de 15 graus.
d) Dorsoflexão dos membros de 90 graus.
e) Imobilização dos membros em extensão de 30 graus.

ALRERNATIVA C

46. Na troca de bolsa de coleta para colostomia, deve-se registrar no prontuário do paciente:
a) Data e hora da troca.
b) Características do material drenado.
c) Aspecto do estoma e da pele periestomal.
d) Orientações repassadas ao paciente.
e) Todas as alternativas mencionadas.

ALRERNATIVA E quantos mais dados melhor


47. Na coleta de fezes é necessária a passagem de instruções cuidadosas ao cliente, para se certificar de que será obtida uma amostra não contaminada. Em relação a este procedimento o técnico de enfermagem NÃO deve:
a) Solicitar ao paciente que defeque em uma comadre.
b) Instruir o paciente para não contaminar a amostra com urina.
c) Usar abaixador de língua, transferir a amostra fecal mais representativa da comadre para o recipiente.
d) Desprezar muco ou pus com as fezes.
e) Enrolar o abaixador de língua em uma toalha de papel e descartar
.
ALRERNATIVA D, quantos menos contaminada com outras substâncias melhor


48. São cuidados prestados ao paciente com incontinência urinária e fecal, EXCETO:
a) Utilizar fraldas descartáveis.
b) Higienizar a pele a cada evacuação ou micção.
c) Utilizar pomadas com óxido de zinco ou óleos como barreira protetora da pele.
d) Manter a pele da região perineal seca.
e) Higienizar a pele de 6 em 6 horas.

ALRERNATIVA E deve ser higienizada sempre que suja


49. A situação que caracteriza o adiamento da realização de uma vacinação é:
a) Desidratação.
b) Doenças agudas febris.
c) Transplante de medula há mais de 3 anos.
d) Desnutrição.
e) Uso de outras vacinas simultaneamente.

ALRERNATIVA B , lembrando que no manual diz que deve ser doença aguda febril grave



50. A cicatrização de uma ferida é um processo complexo que tem por finalidade a restauração dos tecidos lesados. A fase desse processo que se caracteriza pela “cobertura da ferida pelas células epiteliais”, chama-se:
a) Inflamatória.
b) Exsudativa.
c) Granulação.
d) Reparação.
e) Maturação.

ALRERNATIVA D, mas não concordo com esse, essa questão foi para confundir os candidatos

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Resumo para concurso da FMS de Teresina 2011


olá pessoal

não abandonei vocês não, entre uma mamada e outra fiz um ótimo resumo para o concurso da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.....

tem os primeiros conteúdos e questões fortíssimas candidadas a estarem lá na prova....

clicar aqui para baixar


beijos

aproveitem

Lorena Dayse

sábado, 11 de junho de 2011

DOR E SINAIS VITAIS



1 - DOR

CONCEITO: É um sintoma com componentes sensoriais, cognitivos e afetivo-motivacionais.

Tipos

Transitória: breve duração, sem maiores conseqüências.
Aguda: lesão tecidual + dor + ansiedade.
Crônica: persistência após recuperação da lesão, nem sempre relacionadas. Refratária ao tratamento. Relacionada com alterações emocionais.
Cutânea: intensidade variável, local e "qualidade" exatos do estímulo.
Profunda: músculos, tendões, articulações e fáscias.
Visceral: pode ser desencadeada por estímulos tais como distensão, tração, inflamação, isquemia, e contração espasmódica. Qualidade variável: coração = "aperto", pleura = "fincada", vísceras ocas = "torção", etc. É percebida nas regiões correspondentes à projeção embriológica do órgão.
Referida: é profunda e projeta-se à distância, seguindo a distribuição metamérica. Seria o resultado da convergência neuronal das vias aferentes cutâneas e profundas em um mesmo segmento. Não tem localização muito precisa e é contínua.
Irradiada: é superficial e profunda, conseqüência da irritação direta de um nervo sensitivo ou misto.

Características semiológicas

Localização: aonde a dor está sendo sentida; é útil pedir ao paciente para indicar o local. Deve ser usada a nomenclatura da superfície corporal.
Irradiação.
Caráter ou qualidade: em queimação, em pontada, pulsátil, em cólica, surda, constritiva, contínua, provocada.
Intensidade: característica relativa, podendo ser leve, moderada, intensa ou muito intensa.
Duração: início; se for periódica, também, a de cada crise.
Evolução.
Relação com as funções orgânicas.
Fatores desencadeantes ou agravantes.
Fatores atenuantes.
Manifestações concomitantes.

Principais síndromes de dor

Pós-herpética, pós-trauma medular, da avulsão de plexos (braquial ou lombar), do membro fantasma, do coto de amputação, causalgia, do câncer e outras.


2 - SINAIS VITAIS

Os sinais vitais do paciente são: temperatura, pulso, respiração e pressão arterial. Os sinais vitais devem ser verificados com cautela, avalie se o paciente tem condições para que você possa comentar os resultados.

Temperatura

A temperatura é a medida do calor do corpo: é o equilíbrio entre o calor produzido e o calor perdido.
Tempo para deixar o termômetro no paciente é de: 5 a 10 minutos.

Valores normais da temperatura:

É considerado normal 36o. a 37o.C
Temperatura axilar: 36o.C a 36,8o.C
Temperatura inguinal: 36o.C a 36,8o.C
Temperatura bucal: 36,2o.C a 37o.C
Temperatura retal: 36,4o.C a 37,2o.C
Termos corretos:

Afebril: 36o.C a 37o.C
Estado febril: 37,5o.C a 37,8o.C
Febre: 38o.C a 38,9o.C
Pirexia: 39o.C a 40o.C
Hiperpirexia: acima de 40o.C
Hipotermia: temperatura abaixo de 35o.C
Hipertermia: de 38o. a 40o.C.
Pulso

Pulso é a pressão sangüínea sentida contra a artéria a medida que o coração contrai e relaxa.
O pulso radial é habitualmente o mais verificado.

Termos corretos:

Bradicardia: pulso lento
Taquicardia: pulso rápido.
Média normal do pulso:

Lactentes: 110 a 130bpm(batimentos por minuto)
Abaixo de 7 anos: 80 a 120bpm
Acima de 7 anos: 70 a 90bpm
Puberdade: 80 a 85bpm
Homem: 60 a 70bpm
Mulher: 65 a 80bpm
Acima de 60 anos: 60 a 70bpm.

Respiração

A principal função da respiração é suprir as células do organismo de oxigênio e retirar o excesso de dióxido de carbono.

Alterações na respiração:

Apnéia: período sem respiração
Bradipnéia: respiração lenta
Dispnéia: respiração difícil e trabalhosa
Estertor: ruído na respiração parecido com roncos
Normopnéia: respiração na freqüência normal
Taquipnéia: respiração rápida e superficial
Ortopnéia: só consegue respirar melhor quando está sentado
Cheynes-Stockes: períodos de dispnéia, bradipnéia e apnéia
Biot: períodos de apnéia ( mais ou menos 30 segundos)
Kussmaul: respiração profunda seguida de agonica ou estertorosa.
Valores normais:

Homem: 16 a18 mpm(movimentos por minuto)
Mulher: 18 a 20mpm
Criança: 20 a 25mpm
Lactentes: 30 a 40 mpm

Pressão Arterial

É a medida da força do sangue contra as paredes das artérias. A verificação da pressão arterial Compreende verificar a pressão máxima chamada sistólica e a pressão mínima chamada diastólica.

Valores normais ( para adultos):

Pressão sistólica:entre 90 e 140mmHg
Pressão diastólica:entre 60 e 90mmHg.
Termos corretos:

Normotenso: pressão arterial normal
Hipertenso: acima dos valores normais
Hipotenso: abaixo dos valores normais.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Prontuário e Anotações em Enfermagem


Disponível em : http://www.ebah.com.br/content/ABAAAASqAAG/prontuario-registro-enfermagem

PRONTUÁRIO E REGISTRO DE ENFERMAGEM
Prontuário
É a documentação legal permanente das informações relevantes para o gerenciamento do cuidado de saúde de um cliente.
Informações em um prontuário
Identificação do cliente e dos dados demográficos; consentimento informado para tratamentos e procedimentos, histórico de enfermagem da admissão, diagnósticos ou problemas de enfermagem, plano de cuidados de enfermagem e/ou multidisciplinar, registro do tratamento com o cuidado de enfermagem e evolução, história médica, diagnóstico médico, prescrições terapêuticas, registro da evolução médica e das disciplinas de saúde, relatos dos exames físicos, relatos dos exames dos procedimentos cirúrgicos, plano e sumário de alta e outros.
Finalidades de um prontuário
Comunicação, faturamento financeiro, educação, histórico, pesquisa, auditoria, documentação Legal.
Características para uma documentação de qualidade
Ser concreto, ser exato, ser completo, ser atual, organizado, consciência da importância, responsabilidade profissional, definição clara das funções, rotinas escritas, clareza da escrita.
Como organizar um prontuário
Folha de Admissão: dados demográficos específicos sobre o cliente: Nome, número de identificação, sexo, idade, data de nascimento, nome do médico assistente, data e hora da admissão.
Folha de prescrição médica: Registro das prescrições médicas para tratamento e medicamentos com data, hora e assinatura do médico.
Histórico de admissão de enfermagem: Sumário do histórico de enfermagem e exame físico.
Folhas de gráficos e fluxo: Registro de observações repetidas e medidas como sinais vitais, peso e balanço hídrico.
Anamnese e exame físico: Resultado do exame inicial realizado pelo médico, incluindo achada, história familiar, diagnósticos confirmados e plano de cuidados.
Evolução de Enfermagem: Registro narrativo do processo de enfermagem
Registro de medicamentos: Documentação exata de todos os medicamentos administrados: Data, hora, dose, via de administração, assinatura de quem preparou e administrou.
Notas de Evolução médica: Registro contínuo do progresso do cliente e da resposta à terapia e revisão do processo da doença.
Registro das disciplinas de cuidado de saúde: Entradas feitas no registro por todas as disciplinas de saúde correlatas: Radiologia, serviço social, laboratórios.
Sumário de Alta: Condição do cliente, evolução, prognóstico, reabilitação, necessidades de ensino no momento da alta do hospital.
Orientações legais para prontuário
Orientação: Não rasurar, aplicar corretivo líquido ou riscar os erros feitos durante o registro
Justificativa: O registro torna-se ilegível, pode parecer que você esteja tentando ocultar a informação ou apagar o registro.
Ação Correta: Fazer uma única linha sobre o erro e escrever a palavra erro acima dela em seguida realizar a anotação correta.
Orientação: Não escrever comentários retalia dores ou críticos sobre o cliente ou o cuidado prestado por outro profissional de saúde.
Justificativa: As frases podem ser usadas como evidencia de comportamento não profissional ou de má qualidade do cuidado.
Ação correta: Redigir com descrições objetivas do comportamento do cliente; os comentários devem ser colocados entre aspas.
Orientação: Corrigir todos os erros de imediato:
Justificativa: Os erros no registro podem levar a erros no tratamento
Ação correta: Evitar ter pressa para preencher o registro, certificar-se de que a informação está exata.
Orientação: Registrar todos os fatos
Justificativa: O registro deve ser exato e confiável
Ação Correta: Certificar-se de que a redação é concreta, não especular ou fazer suposição.
Orientação: Não deixar espaço em branco nas anotações de enfermagem.
Justificativa: Outra pessoa pode acrescentar informações incorretas no espaço
Ação correta: Registrar consecutivamente linha por linha, se sobrar espaço desenhar uma linha horizontal sobre ele e assinar seu nome no final.
Orientação: Redigir as informações de forma legível e com tinta
Justificativa: As redações ilegíveis podem ser interpretadas de maneira errônea gerando erros e ações judiciais. A tinta não pode ser apagada, os registros são foto copiado e arquivado em microfilme.
Ação correta: Nunca apagar os registros ou utilizar corretivo líquido, tampouco utilizar lápis.
Orientação: Quando a prescrição for questionada, registrar que foi procurado o esclarecimento.
Justificativa: Quando você executa uma prescrição reconhecidamente incorreta, é tão responsável para a ação legal quanto o médico.
Ação correta: Não registrar “O médico cometeu o erro”. Em vez disso, registrar que o médico Smith foi contatado por telefone, para esclarecer a prescrição do analgésico.
Orientação: Registrar apenas para você mesma
Justificativa: Você é responsável pelas informações que coloca no registro
Ação correta: Nunca registrar por outra pessoa.
Orientação: Evitar usar frases genéricas e vazias, como “estado inalterado” ou “teve um bom dia”.
Justificativa: A informação específica sobre a condição ou caso do cliente pode ser acidentalmente deletada, quando a informação é muito genérica.
Ação correta: Utilizar descrições completas e concisas do cuidado.
Orientação: Começar cada registro com hora e terminar com sua assinatura e carimbo.
Justificativa: Esta orientação assegura que a seqüência correta de eventos seja registrada, a assinatura documenta quem é responsável pelo cuidado fornecido.
Ação correta: Não esperar até o final do plantão para registrar as alterações importantes que ocorreram há várias horas e certificar-se de assinar cada entrada.
TIPOS DE PRONTUÁRIOS
Papel: aquele formado pela junção dos impressos específicos preenchidos no decorrer do internamento do paciente.
Eletrônico: as informações são armazenadas em formato digital e cujo objetivo principal é permitir qualidade de atendimento, veracidade da informações e assistência da equipe medica, de enfermagem e outros profissionais da área da saúde.
PRONTUÁRIO DE PAPEL
Vantagens: Facilidade no manuseio; maior liberdade na forma de escrever, facilidade de transporte, não exige treinamento de pessoal, nunca está “fora do ar”.
Desvantagens: Ilegibilidade, preenchimento incompleto, dificuldade de acesso, fragilidade do papel, dificuldade de busca e necessidade de transcrição para pesquisa, somente pode estar em um lugar, multiplicidade de pasta e critérios de arquivamento.
PRONTUÁRIO ELETRÔNICO
Vantagens: Texto legível, possivelmente consistente e completo, permite armazenamento de imagens, verificação automática de dados, apoio automático à decisões (alertas), melhor acesso e velocidade de informações, economia de tempo, recupera informações.
Desvantagem: Alto custo, dificuldade de manuseio pelo usuário, dificuldade para completa e abrangente coleta de dados, treinamento de pessoal, manutenção constante, atualização e preservação da integridade dos dados.
A guarda do prontuário deve ser feita num período de 20 anos, no SAME (Serviço de Arquivo Medico e Estatística). Os de papel são guardados em pastas ou microfilmagem e os eletrônicos em empresas especializadas. Tem acesso ao prontuário, o paciente, responsável legal (menor) e o responsável jurídico. Não pode sair da instituição. Em casos de transferência do paciente e feita a cópia de principais exames e diagnósticos. Ou em casos jurídicos (judiciais). A instituição é responsável pela guarda do prontuário e o médico enquanto o paciente estiver internado. O prontuário clínico deve ser preciso, pois se trata de um documento legal. Em casos de processo jurídico, mesmo tendo sido a assistência de enfermagem excelente, se não houver registro do que foi executado, e deixar de ser documentado, para o tribunal se configura como um cuidado não implementado. O cliente pode solicitar leitura e copia na íntegra de seu prontuário.
A ENFERMAGEM E O PRONTUÁRIO
A enfermagem tem como responsabilidade executar e registrar as rotinas administrativas (admissão, transferência, alta e óbito), realizar anotações no censo hospitalar, realizar anotações no relatório de enfermagem, realizar o registro da anotação de enfermagem e medicações e controles, anexar exames, manter organizado, encaminhar ao serviço de contabilidade, auditoria ou faturamento, encaminhar ao SAME.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
• PIRES, Denise. Hegemonia Médica na Saúde e a Enfermagem. Cortez Editora. São Paulo, 1989
• MEZZOMO, Augusto A. Serviço do Prontuário do Paciente. Organização e técnica. CEDAS, 3ª ed., 1988.
• IYER, Patrícia W. Processo e diagnóstico em Enfermagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.
• POTTER, Patrícia A.; PERRY,Anne G..Grande tratado de Enfermagem Prática. São Paulo: Editora Santos, 2002.
• SMELTZER, S.C. et al. Tratado de Enfermagem Médico-Cirúrgica. Rio de Janeiro: Guanebara KOOGAN, 9 ed., vol.1, 2004.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Provas da NUCEPI



Se hoje eu sou uma das professoras de preparatórios mais procuradas de Teresina é porque sempre acertei as questões que caiam nas provas, e isso não é mágica nem mistério o que eu sempre fiz foi um grade trabalho de pesquisa, muita pesquisa mesmo, passava horas no computador pegando provas da instituição, tentava falar com as pessoas que lá trabalhavam e pensar como a pessoa que estava elaborando a prova pensava......

Para falar deste concurso, a NUCEPI mudou, aos alunos de técnico em enfermagem não esperem aquela prova que foi aplicada em 2009, uma prova simples, boba e que qualquer um acertaria muitas questões...... Essa prova vai ser diferente, o conteúdo específico irá pesar mais. CUIDADO

Vou postar aqui algumas provas aplicadas por esta nova NUCEPI não são de enfermagem, mas dá para estudar a parte de português, SUS e informática....

provas

portugues e informática BAIXAR

Português e informática 2 BAIXAR

Português e informática 3 BAIXAR

Português e informática 4 BAIXAR

Português e informática 5 BAIXAR

Português e SUS BAIXAR

Técnico em enfermagem BAIXAR

terça-feira, 31 de maio de 2011

Aos colegas enfermeiros, sem prova de títulos...


olá pessoal,

Sei que esse blog é mais direcionado aos Técnicos em enfermagem, porem sempre que possível dou uma ajudinha aos amigos enfermeiros, em relação a este concurso para a FMS de THE, os prazos de inscrição e data da prova são os mesmos, porem o valor da inscrição está meio salgado..... mas isso agente recupera no primeiro salário, rsrsrsrrsrsrsrs

Não teremos prova de informática e sim de SUS, mas atenção essa prova será completamente diferente das vistas antes, pois o conteúdo programático, mais se parece como uma prova de conhecimentos em saúde pública do que legislação do SUS.

Mas, com certeza o ponto mais forte desse edital é que não terá prova de Títulos, para mim seria melhor, visto que tenho muitos pontos em títulos, apesar de já ter perdido muitos concursos por causa da tal prova.

Mas para a maioria não é , sei de muitos enfermeiros recém formados que faltam morrer de estudar se dão bem na prova objetiva, mas quando vem a prova de títulos eles acabam sendo deixados nas ultimas posições... aproveitem pois dessa vez só vai valer o conhecimento e não se o profissional está a muitos anos trabalhando ou tem uma especialização ou mestrado comprado.......

Conteúdo programático para Técnicos em enfermagem

A prova contará com 50 questões e não terá dessa vez a tão temida MATEMÁTICA......

serão :

--- 10 questões de língua portuguesa
--- 10 questões de informática
--- 30 questões de conhecimentos específicos.

Não haverá prova de SUS, então esqueçam a lei 8.080 e todas as outras.....

O edital afirma : "Será considerado CLASSIFICADO, o candidato que, obtiver, no mínimo, 50% do total de pontos de cada uma das Provas (Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos)."

Isso quer dizer que se você fizer por exemplo 8 pontos em português e 2 em informática não estará desclassificado.....

Conteúdos



LÍNGUA PORTUGUESA

A língua padrão culta nas suas modalidades oral e escrita, nesta incluídos os aspectos formais relativos à ortografia oficial, à acentuação gráfica e à pontuação.

A palavra: estrutura, processos de formação, classificação, flexão e
emprego.

Articulações sintáticas da oração e o período simples. A sintaxe de concordância nominal e de concordância verbal.

O texto: compreensão, interpretação e articulações semântico-textuais.





NOÇÕES DE INFORMÁTICA

Componentes básicos de um computador: CPU, Memória e Periféricos. Sistema Operacional Windows XP.

Microsoft Office: Word; Excel.

Conceitos básicos de Internet. Internet Explorer e Mozilla Firefox.

Noções de Utilização do MS Outlook – Envio e recebimento de mensagens (incluindo a utilização de arquivos anexos); Localização de mensagens nas pastas;

Organização das mensagens em pastas e subpastas; Manutenção do catálogo de endereços;

Nota sobre as versões dos softwares: MS Windows XP; MS-Word 2007 e MS-Excel 2007, MS-Outlook Express versão 6.0; MSInternet Explorer: versão 6.0 ou posterior. Mozilla Firefox versão 3.0 ou superior.





CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ENFERMAGEM


Prontuário e anotação de enfermagem.

Técnicas de Enfermagem: sinais vitais, higiene e conforto do paciente, transporte do paciente, posições para exames.

Administração de dietas, transfusões de sangue e hemoderivados. Oxigenoterapia e nebulização. Cuidados com a traqueostomia e drenagem torácica. Fluidoterapia, balanço hídrico.

Medicação: conceitos, efeitos. Vias de administração de medicamentos. Cálculo de medicação.

Coleta de material para exames laboratoriais.

Feridas. Curativos. Ataduras. Ostomias. Aplicações quentes e frias. Sondagens e drenos.

Biossegurança. Prevenção e controle de infecção hospitalar.

Assistência de enfermagem a pacientes nas diversas fases evolutivas (infância, adolescência, adulto e na terceira idade).

Assistência de enfermagem em situações de urgência,emergência. Principais medicações usadas em emergência.

Assistência de enfermagem na clínica cirúrgica.Unidade de Centro Cirúrgico e Central de Material Esterilizado e de recuperação pós-anestésica

Lei do Exercício Profissional nª7.498/86. Ética profissional.

Assistência de enfermagem em clínica médica.

Assistência de enfermagem ao paciente em pediatria.

Assistência de enfermagem às pessoas em estado crítico e semi-crítico.

Assistência de enfermagem ao paciente na fase terminal e após a morte.

Informações sobre o edital da FMS de THE para técnicos em enfermagem


Esse edital está muito especial, na minha opinião só faltou a parte de SUS para os técnicos,mas o conteúdo não parece ter muitas pegadinhas, sabendo ler bem o edital vocês poderam se dar muito bem.

Número de vagas

o edital não especificou o número de vagas ficamos então com o tal cadastro de reserva, isso é bom porque mesmo eu estado lá no 400 ou 500 de classificado tenho uma chance de ser chamado.....

Período de Inscrição

As inscrições vão do dia 06 a 24.06.2011, é falta muito tempo, mas meu conselho se inscreva logo nos primeiros dias, isso vai lhe dar mais sorte.......

Valor da Inscrição

A inscrição custa R$ 40,00 para os cargos de nível médio

Data da realização da prova

Aprova será aplicada no dia 14.08.2011 então a partir de hoje vocês tem 75 dias para conquistar essa batalha..........

Resultado Final

Está previsto para o dia Até 12.09.2011, quer dizer deverá sair antes.......

Quanto ao número esperado de vagas acho que para tecnicos em enfermagem não serão chamados menos de 300 ou 400 novos então estudem e aproveitem essa chance. Há para os meus alunos que foram aprovados no ultimo concurso para a prefeitura e já estão trabalhando tenho uma boa noticia, vocês também podem fazer o concurso e se aprovados ficam com dois turnos na prefeitura

boa sorte

Lorena Dayse

como avisei o edital saiu !!!!!!!!!


olá queridos alunos no dia 24 de março, há DOIS meses atrás , postei no blog que sairia o edital para FMS de Teresina. Agora saiu, para os que acreditaram e já se prepararam bem, para os que só estudam quando o edital sai, corram atrás do prejuízo.........

Pois é essa é mais uma chance para nos colocarmos no seleto grupo de funcionários públicos, conquistar o tão sonhado emprego e aproveitar merecidamente tanto esforço que fizemos desde o momento que iniciamos nosso curso seja ele médio ou superior.

Como sabem os alunos mais próximos eu estou esperando minha primeira filha e já estou quase no dia de tê-la, mas não é por isso que vou abandoná-los....

NÂO, infelizmente vocês não vão me encontrar em nenhum preparatório por enquanto, mas
estarei sempre que possível ajudando vocês pelo blog, e nas ultimas semanas estarei com aulas de revisão, pois já estarei com minha filha mais durinha e vou pode dar uma saidinha rápida de casa...... afinal não há nada que profissionalmente me satisfaça mais do que ajudar um aluno a conquistar seus sonhos......


estou com vocês e não lhes abandonarei.....

beijos

Lorena Dayse

quinta-feira, 24 de março de 2011

Novo concurso em vista


olá pessoal, vamos comemorar, foi anunciado hoje um novo concurso para Teresina. Não ainda não é o tão sonhado HU, mas é para o HUT, como sabemos o hospital necessita de muitos profissionais e todos os 280 técnicos em enfermagem aprovados no concurso para a prefeitura de Teresina já foram convocados..... então vamos nos preparar e comemorar.....


preparem suas apostilas, imprimam as provas, procurem os melhores cursos preparatórios e vamos conquistar o tão sonhado emprego público..... muitos já conseguiram agora pode ser a sua vez....

há quem já é da prefeitura, também pode fazer o concurso e se firmar em dois turnos...

aguardo vocês

Lorena Dayse

Urgências e Emergências Maternas


Esta postagem é de um material maravilhoso sobre os principais problemas maternos que requerem cuidado de urgência e emergência, e como proceder em cada caso

aproveitem

para baixar clicar aqui

Curativos e Úlceras de pressão


Um dos conteúdos que os técnicos em enfermagem mais tem dificuldade é o conteúdo de curativos , assim como o cuidados das tão frequentes úlceras por pressão (UPP) ou escaras de decúbito.

Estou postando este material que pode ajudar.

curativos para baixar clicar aqui

úlceras por pressão para baixar clicar aqui

bom proveito

Lorena Dayse

cuidados de enfermagem no pre e pos operatório II


aqui no Blog já temos um link sobre cuidados pré e pós operatório , mas ai vai um material mais novo...


para baixar clicar aqui

Cálculo para enfermagem


os tão temidos cálculos devem ser enfrentados, estou postando uma apostila simples, que descreve bem as bases deste conteúdo.

aproveitem


para baixar clicar aqui

Biosseguraça


Biossegurança é o conjunto de estudos e procedimentos que visam a evitar ou controlar os riscos provocados pelo uso de agentes químicos, agentes físicos e agentes biológicos à biodiversidade.

estou postando um ótimo material sobre o assunto, aproveitem


para baixar clicar aqui

Lorena Dayse

quarta-feira, 23 de março de 2011

Admissão e prontuário


Material retirado do site só enfermagem ver em http://www.soenfermagem.net/admissao.html


Anotações de enfermagem

As anotações de enfermagem são todos os registros das informações do paciente, das observações feitas sobre o seu estado de saúde, das prescrições de enfermagem e sua implantação, da evolução de enfermagem e de outros cuidados, entre eles a execução das prescrições médicas.
Pode-se afirmar que é um instrumento valorativo de grande significado na assistência de enfermagem e na sua continuidade, tornando-se, pois, indispensável na aplicação do processo de enfermagem, pois está presente em todas as fases do processo.
As anotações de enfermagem são o meio utilizado pela enfermagem para informar sobre a assistência prestada e, como conseqüência, uma fonte disponível para avaliação da eficiência e eficácia dessa assistência. Assim, demandam clareza em relação a sua forma e conteúdo, a fim de garantir a compreensão e a legibilidade da informação.

Tipos de anotações de enfermagem
São vários tipos de anotações de enfermagem que podem ser registrados no prontuário do paciente. Dentre eles são destacados:
• Gráfico: facilita a visualização de oscilações dos parâmetros vitais do paciente, como temperatura (T), pulso (P), respiração (R) e pressão arterial (PA) ou dos sinais objetivos, tais como: peso, altura, perímetros, pressão venosa central, entre outras;
• Descrição: numérica - são anotados valores de parâmetros mensuráveis.
Podem ser locais específicos para o registro desses valores para facilitar a visualização; narração escrita - registro da forma narrativa daquilo que foi realizado, observado e ou informado pelo paciente ou familiar. É o tipo de anotação mais freqüentemente utilizado em prontuário de paciente.

A anotação de enfermagem, quando cientificamente estruturada, apresenta elementos valiosos para o diagnóstico das necessidades do paciente, da família e da comunidade, facilitando o planejamento de assistência ao paciente e apresentando elementos para o ensino e pesquisa no campo profissional.

No dia-a-dia verificamos que as anotações de enfermagem, de modo geral, não são completas em relação ao cuidado integral que o paciente necessita e recebe, e não satisfazem os requisitos necessários para sua padronização.

Acreditamos que essas falhas ocorram devido à falta de conscientização de seu valor pelo pessoal de enfermagem.

Quanto mais consciência o funcionário tiver sobre a finalidade dos registros de enfermagem, mais ele o fará com riqueza de conteúdo, colaborando assim, efetivamente, para a elaboração de cuidados de enfermagem, individualizados, ao paciente.

Roteiro para anotação de enfermagem
Comportamento e observações relativas ao paciente:
• Nível de consciência;
• Estado emocional;
• Integridade da pele e mucosa;
• Hidratação;
• Aceitação de dieta;
• Manutenção venóclise;
• Movimentação;
• Eliminação;
• Presença de cateteres e drenos.

Cuidados prestados aos pacientes, prescritos ou não pelo enfermeiro:
• Mudança de decúbito;
• Posicionamento no leito ou na poltrona;
• Banho;
• Curativos;
• Retirada de drenos, sondas, cateteres, etc.

Medidas prescritas pelo médico e prestadas pela enfermagem:
• Repouso;
• Uso de colete/faixas;
• Recusa de medicação ou tratamento.

Respostas específicas do paciente à terapia e assistência:
• Alterações do quadro clínico;
• Sinais e sintomas;
• Alterações de sinais vitais;
• Intercorrências com o paciente;
• Providências tomadas;
• Resultados.

Medidas terapêuticas executadas pelos membros da equipe:
• Passagem de dispositivo intravenoso (intracath, duplo ou triplo lúmen, etc.);
• Visita médica especializada (avaliações);
• Atendimento do fisioterapeuta, da nutricionista ou psicólogo.

Orientações educativas:
• Nutrição;
• Atividade física;
• Uso de medicações.

Outros fatos relevantes (de qualquer natureza) referidos pelo paciente ou percebidos pelo profissional:
• Acidentes e intercorrências;
• Recebimento de visitas.
Exemplo de prontuário:
9:00hs- apresenta-se consciente, comunicativo, ictérico, aceitou o desjejum oferecido, tomou banho de aspersão, deambulando, afebril, dispneico, normotenso, taquicardico, mantendo venóclise por scalp em MSE, com bom refluxo, sem sinais flogisticos, abdômen ascistico doloroso à palpação, SVD com débito de 200ml de coloração alaranjada, eliminação intestinal ausente há 1 dia. Refere algia generalizada. Marcela

1. Admissão
É a entrada e permanência do paciente no hospital, por determinado período. Tem por objetivos facilitar a adaptação do paciente ao ambiente hospitalar, proporcionar conforto e segurança.

Na unidade de internação o paciente é recebido por um profissional da unidade e encaminhado ao quarto ou enfermaria. Deve ser recebido com gentileza e cordialidade para aliviar suas apreensões e ansiedades. Geralmente, o paciente está preocupado com a sua saúde.

A primeira impressão recebida é fundamental ao paciente e seus familiares, inspirando-lhes confiança no hospital e na equipe que o atenderá. Se recebido atenciosamente, proporcionará sensação de segurança e bem estar, e deste primeiro contato depende em grande parte a colaboração do paciente ao tratamento.

Procedimentos:
1. Receber o paciente cordialmente, verificando se as fichas estão completas;
2. Acompanhar o paciente ao leito, auxiliando-o a deitar e dando-lhe todo o conforto possível;
3. Apresentá-lo aos demais pacientes do seu quarto;
4. Orientar o paciente em relação à: localização das instalações sanitárias; horários das refeições; modo de usar a campainha; nome do médico e da enfermeira chefe;
5. Explicar o regulamento do hospital quanto à: fumo; horário de repouso; horário de visita;
6. Os pertences do paciente devem ser entregues à família no ato da admissão, se não for possível, colocá-los em um saco e grampear, identificando com um impresso próprio e encaminhar para a sala de pertences;
7. Preparar o paciente em relação aos exames a que será submetido, a fim de obter sua cooperação;
8. Fornecer roupa do hospital, se a rotina da enfermeira não permitir o uso da própria roupa;
9. Fazer o prontuário do paciente;
10. Verificar temperatura, pressão arterial, pulso e respiração, proceder ao exame físico;
11. Anotar no relatório de enfermagem a admissão;
12. Anotar no Relatório Geral a admissão e o censo diário.

Exemplo de Admissão:

10:00 hs- Admitida nesta unidade vinda de casa acompanhada pela prima para tratamento cirúrgico...

( o resto é como no prontuário)

2. Alta

Alta Hospitalar é o encerramento da assistência prestada ao paciente no hospital. O paciente recebe alta quando seu estado de saúde permitir ou quando está em condições de recuperar-se e continuar o tratamento em casa.

A alta do paciente deve ser assinada pelo médico.

Procedimentos:
1. Certificar-se da alta no prontuário do paciente, que deve estar assinada pelo médico;
2. Verificar no prontuário as medicações ou outros tratamentos a serem feitos antes da saída do paciente;
3. Informar ao paciente sobre a alta, hora e de como será transportado;
4. Entregar ao paciente a receita médica e orientá-lo devidamente;
5. Auxiliar o paciente a vestir-se;

6. Reunir as roupas e objetos pessoais e colocá-los na mala ou sacola;
7. Devolver objetos e medicamentos ao paciente, que foram guardados no hospital;
8. Providenciar cadeira de rodas ou maca para transportar o paciente até o veículo;
9. Transportar o paciente;
10. Preparar a unidade para receber outro paciente.

3. Transferência interna do paciente
É a transferência do paciente de um setor para o outro, dentro do próprio hospital. Poderá ser transferido quando necessitar de cuidados intensivos, mudança de setor e troca do tipo de acomodação.

Procedimentos:
1. Após confirmação da vaga pela chefia, orientar o paciente;
2. Checar na prescrição toda a medicação que foi administrada e cuidados prestados;
3. Separar medicamentos para encaminhá-los junto com o paciente;
4. Proceder as anotações de enfermagem no plano assistencial;
5. Fazer rol de roupas e pertences do paciente, entregando-os à família ou encaminhando junto ao paciente;
6. Proceder o transporte do paciente, com auxílio;
7. Levar o prontuário completo, medicamentos e pertences;
8. Auxiliar na acomodação do paciente;
9. Retornar ao setor levando a maca ou cadeira de rodas;
10. Preparar a unidade para receber outro paciente.